Céu invertido.

Imagem

 

Eu tenho um problema com céus. Minha cama é do lado da janela, e toda noite fico observando o céu. Como o céu de São Paulo pode ser tão sem graça de noite? De noite, quando some o sol e surge o brilho das estrelas. De noite, quando tudo parece mais belo, mais poético, e até mais romântico.
  Mas mal há estrelas no céu de São Paulo. Não há nada de belo e poético neste céu escuro de nuvens alaranjadas. E sem brilho nenhum. 
 Mas acho que é como me disseram uma vez, o céu de São Paulo é invertido. As luzes da cidade ofuscam o brilho das estrelas. E todas suas luzes, mesmo as do trânsito caótico, formam um belo céu invertido. Um céu com brilhantes estrelas amarelas e vermelhas. Um céu tão belo e caótico, que poucos percebem que está invertido. 

Eu tenho um problema com céus: sou apaixonada por eles. Até mesmo pelos invertidos.
 
– Flora Cairo
Anúncios

Teatro: “Mãe, eu?” – por Allison Amorim

 

 

 

Conheça um pouco sobre a peça apresentada pela equipe de Teatro para a escola.

Imagem

A peça retrata a gravidez na adolescência e o tráfico de crianças para prostituição, ainda trazendo o drama, romance e humor de situações do nosso dia-a-dia. Contamos com os alunos de toda a escola para serem os espectadores do evento.

Não deixe de conferir as fotos do evento e, em breve, o vídeo.

 

– Letícia Mendes.

Foto: © SMILETICIA – 2014.

 

Gravidez na adolescência.

Imagem
 
Sempre vejo pessoas comentando sobre opção sexual, música, modismo, namoro, amizade e diversos assuntos e um dos poucos assunto que vejo é gravidez na adolescência, então vim discutir e compartilhar com vocês minha opinião sobre. 
Gravidez em si é muito complicado, fazer pré-natal, ter cuidados com alimentação, comprar roupa, acessórios, móveis entre todas as coisas para o conforto do bebê e claro, dá mãe. E é neste momento que então imaginamos a tal gravidez na adolescência. Geralmente ocorre com meninas de 12 a 21 anos que encontram-se, portanto, em pleno desenvolvimento dessa fase da vida – a adolescência. Esse tipo de gravidez em geral não foi planejada nem desejada e acontece em meio a relacionamentos instáveis.
Diante disso cabe nos perguntar: por que isso acontece? O mundo moderno, sobretudo no decorrer do século vinte e início do século vinte e um vem passando por inúmeras transformações nos mais diversos campos: econômico, político, social.
Essa situação favoreceu o surgimento de uma geração cujos valores éticos e morais encontram-se desgastados. A liberdade que os pais concedem a estas jovem as faz pensar que podem fazer exatamente tudo mas não se lembram dos métodos cuidadosos para evitarem uma futura gravidez. Gravidez na adolescência também resulta nos maus olhos que a sociedade terá dá jovem e o afastamento dos membros da família e a desestruturação familiar. A gravidez também pode ocorrer pela dificuldade de diálogo de pais e filhos, dá ao adolescente uma liberdade sem responsabilidade. Ele passa, muitas vezes, a não ter a quem dar satisfações de sua rotina diária, vindo a procurar os pais ou responsáveis apenas quando o problema já se instalou. A falta de informação e a fragilidade da educação sexual também são questão bem problemáticas.
E o que te faz pensar no assunto: gravidez na adolescência? Será que com todas estas informações ainda somos capazes de abrir a cabeça de muitos jovens e faze-lós se prevenirem de uma futura gravidez indesejada? Como podemos prevenir? 
Um dos métodos contraceptivos é o espermicida. Espermicida é um produto, um tipo de gel, comprado facilmente em farmácias sem necessidade de receitas médicas. É utilizado para matar ou imobilizar os espermatozódes evitando que eles cheguem ao óvulo. Outro método é as pílulas anticoncepcionais que é um dos métodos contraceptivos mais populares. E o nosso velho método é a camisinha. É o método contraceptivo mais seguro chegando a oferecer 90% de segurança em relação não só à gravidez, mas à doenças sexualmente transmissíveis. Além de, claro: DIU, diafragma, implante,etc. Basta se informar! 
Não resta dúvida então que o melhor remédio para não engravidar é prevenir, certo? Porém, se algo deu errado há um método contraceptivo de urgência: trata-se da “pílula do dia seguinte”. É um medicamento que deve ser usado quando, por acidente, falham os outros métodos. Importante: apenas em casos extremos. Não dá para ser irresponsável e e ter relações sexuais sem proteção e tomando a pílula toda vez que tiver.
Com todas estas informações não há desculpa para não se prevenir, não é? 
E é só isto. Espero que gostem dá matéria. 
 
– Giovanna Beu.
Foto: WeHeartIt.

Alunos novos.

Começo de ano letivo: Vários alunos novos e várias experiências para compartilhar. Decidimos conversar com alguns deles para saber um pouco sobre o que estão achando da escola. Confira.

Imagem

João Victor, 15 anos – 2º ano.

1. Quais as principais diferenças entre o Andronico e sua antiga escola?

– Essa escola é bem maior e bem mais legal.

2. Em qual matéria você está tendo mais dificuldade?

– Acho que nas exatas. Ainda não tive tempo de descobrir.

3. No geral, está gostando da escola?

– Bastante.

Airla Parnaiba, 20 anos – 2º ano.

1. Do que você mais gostou na escola?

– A escola em si é muito boa, gostei bastante dos professores.

2. Quais as principais diferenças do Andronico e sua antiga escola?

– Bom, para começar, minha outra escola era em outro estado. Eu morava na Paraíba. O método de ensino lá era bem diferente e eu tinha mais amizades, claro.

3. Está gostando da escola?

– Muito!

Isabela Fracchetta, 16 anos – 2º ano.

1. Do que você mais gostou na escola?

– Todo mundo me recebeu muito bem e foram muito legais comigo.

2. Do que você menos gostou?

– Ainda não deu tempo de descobrir, mas acho que nada.

3. Qual a principal diferença entre o Andronico e sua antiga escola?

– Os métodos de ensino.

Giovanna Beu, 15 anos – 1º ano.

1. Do que você mais gostou na escola?
– De vista gostei dos professores. Eles são bem estudados e não estão lá somente para ensinar e sim para aprender, como nós, alunos.
2. Está gostando de estudar aqui?
– Estou sim, muito.
3. Qual a maior diferença entre sua antiga escola e a nova?
– A diferença é que é mais severo, mais bruto, digamos assim. O 1° ano é tão puxado quanto a 8° série. Porém, acredito que vou adquirir conhecimentos suficiente para o 2° colegial.
Esperamos que tenham gostado!
Sejam bem-vindos todos os alunos: os novos e os velhos.
– Cinthia Darros.
Foto: © SMILETICIA – 2013.

5 cursos online gratuitos.

Imagem

Agora não tem desculpa: Não é caro demais, nem longe demais. É gratuito e no conforto de sua casa. Separamos aqui 10 cursos online gratuitos que realmente valem a pena. Inclusive, muitos entregam certificado após a conclusão. Pois bem, vamos lá:

1- Busuu. (http://www.busuu.com)
Esse é um curso específico para o aprendizado de línguas. Além da variedade de idiomas, você pratica a escrita, a pronuncia e a leitura. Você pode também praticar seu vocabulário conversando com pessoas de outros países.

2- Prime cursos. (http://www.primecursos.com.br/)

Esse é um site que disponibiliza inúmeros cursos e temas variados. Lá você encontra desde cursos de Fotografia até curso de Administração. É um site muito completo.

3- Nube. (https://www.nube.com.br/)

Esse é um dos meus sites favoritos. Além de disponibilizar cursos profissionalizantes, você monta seu currículo online e concorre a inúmeras vagas de estágio. Procure pelo tópico Estudantes > Cursos gratuitos.

4- ESAGS. (http://www.esags.edu.br/Cursos)

Esse site oferece cursos de comportamentos de excelência, universo da comunicação, formação de líderes, gestão do tempo, entre outros.

5- Microsoft MSDN. (http://msdn.microsoft.com/pt-br/bb188199)

Esse site disponibiliza inúmeros cursos, tutoriais e aprendizados da utilização dos programas da Microsoft.

 

E agora? Será que podemos começar a utilizar  a internet para interesses acadêmicos? Tenho certeza que não se arrependerão. Agora é com você.

– Letícia Mendes.

Foto: WeHeartIt.

Final quase feliz.

Final quase feliz.

“Não foram felizes para sempre” – Mas é só o fim da história que importa?
Assisti uma vez ao filme “Um amor para recordar” com minha prima. Ao final do filme, ela me disse: “Ah, não gostei do final!”. Fiquei pensando… Quantas vezes nós não damos muito mais valor ao final, ao invés da história toda?
Tenho uma amiga fissurada em dieta. Numa festa, ela ficou tão encanada com o tanto que tinha comido lá que foi embora de cara fechada, mesmo depois de uma noite divertida. Foram horas ótimas. Já me peguei fazendo isso também: Importando-me com a parte chata de uma conversa que foi tão boa à noite inteira, recordando justamente a hora da festa que não foi legal.
Por quê?! Por quê?! Pode ser hábito, negativismo, más lembranças, sei lá. Só sei que eu não faço a mínima ideia se existe vida pós-morte. Sem querer ser mórbida, nem nada. Se não existir, nós teremos de nos contentar com um final sem-graça para a nossa trajetória. Puf, sumimos da Terra. E aí, a vida deixou de valer a pena por isso? Não acho. Prefiro me focar nos bons momentos que aproveitei.

– Poliana Blanco.
Foto: WeHeartIt.

“Fim de ano chegou. E agora?”

Imagem

Olás!

Hoje teremos um post especial feito pelo aluno Lucas Dias, que dará dicas a aqueles que estão com notas insuficientes para passar de ano. Baseado em experiência própria, ele conta tudo o que gostaria de ter ouvido quando soube que tinha reprovado.

1ª dica: Mudança de hábito.

Tentar acompanhar mais as aulas, evitar plenamente conversar, procurar se interessar sobre os assuntos discutidos, questionar e participar das aulas, etc.

2ª dica: Criar um hábito de estudo.

Essa é uma das dicas mais difíceis de ser realizada, mas uma das mais importantes: Colocar os estudos em dia. Ao invés de chegar em casa e largar a mochila no chão, abra-a e reveja tudo o que aprendeu naquele dia. Tirar 30min ou 1h do seu dia não vai fazer com que você deixe de fazer as coisas que você gosta, só te beneficiará.

3ª dica: Foco.

Sabemos que para passarmos de ano, a soma de todas as notas que conquistamos ao longo do ano deve ser de 20 pontos. Menos que isso, você passará pelo Conselho e decidirão se você pegará DP ou reprovará. Se ainda der tempo, você deve ter mudança imediata de comportamento e se posicionar para alcançar sua meta. Caso você já tenha reprovado, comece a tomar esse tipo de atitude agora para ano que vem já estar preparado.

4ª dica: Pontualidade.

Esse é um critério muito importante para conseguir se disciplinar e ter responsabilidade. Você deve se organizar de maneira que nunca seja preciso a extensão de datas de entrega ou o esquecimento delas. Reveja suas prioridades e comece o quanto antes com os trabalhos, deixar para a última hora é uma má decisão.

5ª dica: Acredite.

Não espere que em sua vida sempre terá alguém para te amparar, nem espere que as pessoas tenham fé em você o tempo todo. Se tem alguém que precisa acreditar em suas metas, é você mesmo. Você tem que ser seu próprio incentivo, tentando surpreender a si mesmo a cada prova feita e a cada trabalho realizado.

     Enfim, foram essas as dicas dadas pelo Lucas. Espero que tenham prestado atenção em cada uma delas, pois servirão para tudo na vida de vocês. Inclusive fora da escola!

– Letícia Mendes.

Photo: WeHeartIt.